" A natureza é o único livro que oferece um conteúdo valioso em todas as suas folhas ". (Johann Goethe)

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Vórtex polar


Então, quando chega a primavera antártica, com a chegada da luz solar, os átomos se desprendem formando cloro na forma atômica, o Cl, que é uma espécie de ladrão de ozônio. Por isso a espessura da camada diminui muita durante a primavera.

Outra característica única da Antártida que contribui para o buraco é que, por ser uma região extremamente fria, apenas lá ocorre a formação de um vórtex polar (uma espécie de furacão invisível, do solo antártico para a atmosfera). Isso forma nuvens estratosféricas polares - nuvens cheias de cristais de gelo.

Essas nuvens são as bases das reações químicas que transformam o cloro num agente catalisador de oxigênio, e destrói a molécula de ozônio (que tem três átomos de oxigênio. O cloro rouba dois, e desestrutura a molécula).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário